• Facebook
cantoria 3.jpg

arranjos

A Sombra da Maldade

arr. Eduardo Lakschevitz

SCTB

média

Canção simples, de tessitura confortável e melodias fáceis de ensinar. Num trecho brincamos com a imitação de instrumentos (naipe de metais) e noutro abrimos espaço para um solo de piano (ao final de primeira seção). Há que se ter um cuidado especial com a articulação do texto, uma vez que há trechos muito rápidos. A região grave para as sopranos (que não é usual), é decorrente das particularidades vocais das cantoras que participavam do grupo naquele ano.

vozes:
dificuldade:
images.png

Abre-Alas

arr. Eduardo Lakschevitz

SCTB

média

Escrevi esse arranjo para abrir nossas apresentações, como um “convite à cantoria”. Apesar de alguma dissonância entre as vozes, as linhas melódicas fazem sentido separadamente, o que facilita o aprendizado da peça. A proximidade entre as vozes (acordes em posição fechada) acontece pelos limites de tessitura que o coro apresentava naquele ano. E o caráter antifonal (solo x coro), associado à forma Rondó, traz possibilidades de brincarmos com a ordem, repetições etc., um recurso valioso na montagem de um programa coral.

vozes:
dificuldade:
images.png

Admirável Gado Novo

arr. Eduardo Lakschevitz

SCTB

média

Canção de letra marcante e sempre atual. Por isso, deve ser grande a atenção com a dicção e com a prosódia. Ao ouvir a interpretação do próprio autor, nota-se essa preocupação. Ensaiamos essa peça quando os coristas já tinham uma certa experiência em cantar juntos. Falamos a letra muitas vezes, para entender a melhor inflexão do texto, algo que raramente se consegue representar em notação musical. Depois, o coro deu sugestões de dinâmica (de maneira até bem detalhada) e de forma, quando experimentamos diversas maneiras de terminar o arranjo.

vozes:
dificuldade:
images.png

Agora Só Falta Você

arr. Filipe Matos

SCB

fácil

Este arranjo foi elaborado e estreado no ano em que comemorávamos o aniversário de 10 anos deste coral, 2014. O objetivo era fazer com que a letra do refrão servisse como um convite para que novos coristas se juntassem a nós nessa cantoria gostosa de toda semana. Sem muitos desafios para os cantores esse arranjo pretendia atingir o objetivo de maneira objetiva e prática podendo ser colocado de pé em um tempo relativamente curto.

vozes:
dificuldade:
images.png

Aguas de Março

arr. Filipe Matos

SCB

fácil

Arranjo escrito para o Projeto Quarentena Coral, idealizado e produzido pela produtora Pluggin. A proposta tem sido realizar o processo de maneira 100% virtual com ensaios gravados e disponibilizados no Youtube. Cada um aprende, ensaia e grava o seu material com os equipamentos que dispõem em seu local de isolamento. Aqui o corista assume de maneira plena o seu fundamental protagonismo. Embora estejamos em uma fase de contato virtual o que alimenta esta conexão é a nossa relação afetiva sólida e real que apenas migrou do mundo analógico para o digital. Assim podemos nos sentir mais próximos mesmo distantes. As águas de março do ano de 2020 não apenas fecharam o verão, mas também abriram um novo momento para a humanidade. Esta é a "promessa de vida no NOSSO coração”. Veja o vide em https://www.youtube.com/watch?v=cG8li6eQHMI.

vozes:
dificuldade:
images.png

Ai Que Saudade d'Ocê

arr. Filipe Matos

SCTB

difícil

Com frequência, em meus arranjos, converto partes originalmente instrumentais em vocais. Este é um bom exemplo deste tipo de adaptação, pois a seção instrumental na gravação original é praticamente um ‘refrão’ para a música. Para tanto uma letra foi criada para que houvesse um sentido para os cantores. Nas estrofes, após um planejamento inicial, foram aplicadas diversas texturas vocais diferentes dando um caráter mais variado ao arranjo chegando a um solo (ou vários solistas) logo após a modulação.

vozes:
dificuldade:
images.png

Amazônia

arr. Filipe Matos

SCB

fácil

Após sugestões apresentadas pela gestão a cerca de repertórios que articulassem temáticas relacionadas a sustentabilidade (PSI - Principles for Sustainable Insurance) escolhi esta canção de Roberto e Erasmo Carlos. A idéia foi criar uma sonoridade diferente da gravação original dando um toque mais contemporâneo ao rock/blues lançado por Roberto Carlos na década de 1980. O início do arranjo é marcado por um clima reflexivo que denuncia os desatinos e absurdos sofridos pela nossa floresta mais emblemática.

vozes:
dificuldade:
images.png

Amor de Índio

arr. Eduardo Lakschevitz

SCTB

fácil

Uma de minha canções prediletas, em arranjo a 4 vozes e fácil de ensinar. Apesar de ter escrito esse arranjo com um coro específico em mente, já o ouvi cantado por muitos outros grupos pelo Brasil afora. Cada vez de forma um pouquinho diferente, com ideias cada grupo somadas ao arranjo original, especialmente na parte final.

vozes:
dificuldade:
images.png

Aonde Você Mora

arr. Eduardo Lakschevitz

SCB

fácil

Escrevi esse arranjo para quando o coro ainda estava muito iniciante. Tem tessitura curta e apenas três vozes. A leveza do reggae é o que importa. Há espaço para improviso, uma ótima alternativa para o trabalho com coros iniciantes. A introdução e o final (que não estão escritos) também foram sugeridos pelos coristas.

vozes:
dificuldade:
images.png

Apenas Mais Uma de Amor

arr. Eduardo Lakschevitz

SCTB

médio

Apesar de dividir o coro em quatro vozes, este arranjo não é de difícil realização. Aqui o mais importante é levar em conta a dicção e prosódia to texto, de forma a fazer como se o coro estivesse conversando com os ouvintes. A tessitura confortável de todas as vozes e a predominância da textura homofônica com algumas vozes dobradas valorizam ainda mais o texto.

vozes:
dificuldade:
images.png